Publicado em: 21 dez 2020

Ex matou modelo estrangulada por não aceitar fim de namoro e roubou R$ 8 mil da vítima para pagar motorista de aplicativo da Paraíba até Bahia

Keneddy Ramon Alves Linhares, de 32 anos, namorado da modelo Lourrayne Ribeiro, 19 anos, confessou em depoimento à polícia que matou a vítima após uma discussão, pois ele não aceitava o fim do relacionamento.

Lourrayne foi morta por estrangulamento em uma casa de praia na cidade de Lucena, na Paraíba. A informação foi dada pelo delegado Raphael Dunice, da Polícia Civil da Bahia.

Ainda segundo o depoimento, chegando na casa, eles mantiveram relações sexuais e começaram a conversar. Keneddy não aceitava o fim do relacionamento e o estilo de vida da modelo. Ele pediu para que ela largasse tudo para ficar com ele. A partir de então iniciou-se uma discussão, que se intensificou.

O suspeito relatou, segundo o delegado, que a jovem partiu para cima dele com tapas, foi então que ele teria pressionado o pescoço dela até ela perder os sentidos. Após isso, o homem teria colocado a jovem no carro e partiu em direção a Campina Grande. No trajeto, ele decidiu abandonar o corpo a jovem às margens do rio Paraíba, nas imediações de Café do Vento.

O delegado ainda informou que o homem abandonou o veículo em Campina Grande e seu destino final seria Santa Catarina, onde começaria a trabalhar.

Ele ainda roubou R$ 8 mil reais que a vítima iria usar para fazer uma cirurgia estética, com o dinheiro ele contratou um motorista de aplicativo para levá-lo até a Bahia.

Kennedy foi preso no município de Eunápolis, no Estado da Bahia, desde a noite do sábado. Ele tentava fugir quando policiais rodoviários federais interceptarem o veículo ondeestava o suspeito.

A Polícia Civil da Paraíba segue investigando o caso e aguarda o retorno de Kennedy para o estado nesta quarta-feira (23).




Acompanhe as notícias do Portal do Litoral PB pelas redes sociais: Facebook e Twitter

O que achou? Comente...