Publicado em: 11 set 2021

Motorista que matou motoboy em Manaíra dirigia em alta velocidade; veja momento do acidente

O motorista do carro que bateu em uma moto, Ruan Ferreira de Oliveira, de 28 anos, na madrugada deste sábado (11) e deixou uma pessoa morta, estava dirigindo em alta velocidade e apresentava sintomas de embriaguez. O acidente aconteceu nas proximidades de um shopping da área, no cruzamento da Avenida Flávio Ribeiro Coutinho (Retão de Manaíra) com a Rua Mirian Barreto Rabelo.

O delegado Luiz Eduardo Montenegro, que estava de plantão na Central de Flagrantes, no bairro do Geisel, informou que o sinal estava aberto para o motociclista, na Rua Miriam Barreto Rabelo, quando ele foi atingido pelo carro, que seguia pelo Retão de Manaíra.  (Veja momento do acidente abaixo)

“Ele [motociclista] foi abalroado por um veículo por um veículo, Voyage, que vinha em altíssima velocidade. e o motorista desse veículo, possivelmente embriagado, uma vez que dentro do veículo havia latas de cerveja, havia entorpecentes, havia maconha”, frisou, destacando que a Polícia Civil já tem o nome do condutor do veículo e está fazendo diligência para prender em flagrante.

O acidente aconteceu na madrugada deste sábado, no bairro de Manaíra, em João Pessoa. O motociclista morreu no local e o condutor do veículo fugiu sem prestar socorro à vítima. Dentro do carro, a polícia encontrou vários pertences do motorista, inclusive, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). (Veja momento do acidente abaixo)

Durante a manhã, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Corpo de Bombeiros, Semob-JP e Polícia Militar estiveram no local. Inicialmente, um trecho do Retão de Manaíra foi isolado e o fluxo no trânsito seguiu apenas por uma das faixas.

A moto ficou totalmente destruída e o condutor morreu no local após ter sido atropelado pelo carro. De acordo com informações ele utiliza a moto para fazer extras para aumentar sua renda quando foi atingido violentamente pelo carro.

 

Com ClickPB




Acompanhe as notícias do Portal do Litoral PB pelas redes sociais: Facebook e Twitter

O que achou? Comente...