Publicado em: 23 jun 2022

Mais de 17 mil pontos de internet entregues à população fomentam inclusão digital

A pequena escola municipal Argemiro Celestino dos Santos, situada no distrito de Mirorós, no município baiano de Ibipeba, conta agora com internet gratuita, banda larga via satélite, entregue pelo programa Wi-Fi Brasil. A antena, recém-instalada na unidade escolar, é um dos mais de 17 mil pontos ativos no país, beneficiando mais de 11 milhões de brasileiros, em cerca de 3,1 mil cidades. O Ministério das Comunicações (MCom), responsável pela execução do programa, alcançou a marca neste mês de junho.
São 13,3 mil pontos instalados em localidades rurais (78% do total), onde garantir o acesso à internet é um desafio ainda maior. O Wi-Fi Brasil instala, sem qualquer custo para a população, antenas e roteadores em locais específicos, como escolas, assentamentos, Unidades Básicas de Saúde (UBS), comunidades indígenas, quilombolas ou ribeirinhas, além de telecentros comunitários, por exemplo. São todos pontos de acesso com velocidade de conexão que varia entre 10 e 20 megabites por segundo.

Mais de 11 mil escolas, a maior parte em áreas rurais, contam com conexão à internet • Foto: William Zambelli/MCom

 

“O Governo Federal, através do MCom, está levando internet para todo o Brasil, principalmente para as escolas”, indicou o ministro das Comunicações, Fábio Faria. O Wi-Fi Brasil é uma das prioridades da pasta. “São mais de 11 mil escolas, a maior parte em áreas rurais, dispondo conectividade para crianças e jovens em idade escolar. Não estamos medindo esforços para levar, até o final deste ano, internet para todas as escolas brasileiras. Nós sabemos a importância que isso tem”, salientou.
NORTE E NORDESTE — Entre as milhares de antenas instaladas, 75% delas está nas regiões Norte e Nordeste. Ambas ainda possuem os indicadores mais baixos de uso da internet no país, de acordo com dados da pesquisa TIC Domicílios 2021, do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
No Norte, 86% dos municípios contam com antenas do Wi-Fi Brasil. No Nordeste, o programa está em 81% das cidades. As antenas recebem o sinal enviado pelo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), um equipamento brasileiro que fica na órbita da Terra, a 36 mil quilômetros de distância. Desenvolvido pelo MCom, o programa é realizado com a parceria operacional da Telebras.
COMO SOLICITAR O SERVIÇO — O programa oferece, gratuitamente, conexão à internet em banda larga – por satélite ou via terrestre – a telecentros, unidades escolares, unidades de saúde, comunidades tradicionais e postos de fronteira, entre outros. É direcionado, prioritariamente, para comunidades em estado de vulnerabilidade social. Para solicitar o serviço, basta acessar o link obter conexão de internet GESAC e preencher o formulário.
O atendimento às solicitações depende de análise técnica, além de disponibilidade contratual e financeira. Caso o pedido seja aprovado, o tempo estimado para prestação do serviço é de 60 dias a 90 dias. Para outras informações ou dúvidas sobre este serviço, basta entrar em contato pelo telefone (61) 2027.6403, ou pelo e-mail: conectividade@mcom.gov.br

_

Ascom MCom




Acompanhe as notícias do Portal do Litoral PB pelas redes sociais: Facebook e Twitter

O que achou? Comente...