Portal do Litoral PB
Publicado em: 25 mar 2019

Deputado paraibano Julian Lemos acredita que Carlos Bolsonaro o grampeou

O site Crusoé publicou uma matéria repercutida pelo portal O Antagonista apontando que o deputado federal Julian Lemos, do PSL, vê as digitais de Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, no grampo telefônico de que foi alvo, antes do carnaval, e que acabou sendo divulgado pelo portal O Globo.

O jornal “O Globo” revelou ter tido acesso ao arquivo da ligação, que envolveria conversa, também, com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o qual não aprofundou comentários sobre a versão divulgada. Julian Lemos dá a entender que terá a prerrogativa de indicar afilhados políticos ou pessoas de sua confiança para ocupar cargos influentes na Funasa e no Incra na Paraíba. Indagado pela imprensa paraibana a respeito da suposta barganha, o parlamentar se defendeu garantindo que o diálogo foi “republicano”. Acrescentou que o grampo era ilegal e que levaria o caso para investigação por parte da Polícia Federal.

Para  o repórter da revista que assina a matéria,  Igor Gadelha,  o deputado  federal Julian Lemos, que também preside o PSL paraibano , teria   dito a amigos que observa digitais do filho do presidente Carlos Bolsonaro no grampo divulgado da sua conversa com assessor do Ministério do Turismo, Fábio Nóbrega Lopes.

Veja: https://crusoe.com.br/diario/deputado-do-psl-ve-digitais-de-carlos-em-grampo/




Acompanhe as notícias do Portal do Litoral PB pelas redes sociais: Facebook e Twitter

O que achou? Comente...